Gruta Azul

Primeira delegacia para investigar desaparecimentos completa seis meses com 345 novos registros

Por Policia em 13/09/2021 às 10:20:26

Criada há seis meses, a Delegacia de Polícia de Investigação de Pessoas Desaparecidas de Porto Alegre possui efetivo especializado e foco em tentar amenizar a angústia das pessoas que desconhecem o paradeiro de algum familiar. Desde março, registrou 345 ocorrências de desaparecimento e teve 490 pessoas localizadas — o número também inclui as que reapareceram por conta própria.

GRUTA AZUL



Até a criação da primeira delegacia especializada neste tipo de caso no Estado, essas ocorrências eram apuradas em uma seção dentro das delegacias de homicídios da Capital e dividiam tempo e agentes com as investigações de assassinato.

— Acabávamos tendo de priorizar o homicídio, que é um crime mais grave. O desaparecimento por si só não é um crime, mas poderá vir a ser a medida se que torne um rapto, sequestro ou cárcere privado. Mas na grande maioria dos casos não é, é um desaparecimento voluntário e temporário por situação de desafeição com a família, por algum problema psicológico ou por uso de drogas — explica a diretora do Departamento Estadual de Homicídios e Proteção à Pessoa, delegada Vanessa Pitrez.

GRUTA AZUL



Comunicar erro
Gruta Azul

Comentários

ugeirm