Instituto Floresta

No sexto dia de operação abaixo do limite, hospitais do RS têm mais de 200 vagas de UTI livres

Por Editor em 06/04/2021 às 18:07:19
Depois de ficar um um mês com a capacidade esgotada, índice de ocupação está abaixo do 100% desde quinta-feira (1º). Paciente intubado no Hospital das Clínicas, no dia 17 de março

Amanda Perobelli/Reuters

O Rio Grande do Sul chegou ao sexto dia sem atingir a lotação máxima geral das UTIs, nesta terça-feira (6), segundo dados do painel de leitos do governo do estado. Desde março, com o aumento do número de casos de coronavírus, o sistema de saúde vinha operando com capacidade excedida.

Até às 16h07, 94% dos 3.399 leitos estavam ocupados, com 3.183 pacientes. O primeiro dia que registrou queda na ocupação em um mês foi a última quinta-feira (1º). A diferença entre leitos ocupados e vagos chegou a 216. Veja no vídeo abaixo como foram os meses sem lotação excedida no RS.

Veja a situação de ocupação de leitos em Porto Alegre

Mapa do coronavírus mostra o número de casos e mortes por cidade

Entre os internados, 2.302 (ou 72%) são pacientes Covid, 3,6% (116) são suspeitos da doença ou de síndrome respiratória aguda grave e 24% (765) não possui a doença.

Apesar da baixa na ocupação geral, os leitos privados seguem com superlotação (105%)%, enquanto no SUS, há disponibilidade de vagas (89%).

A SES monitora 300 hospitais em todo o estado, sendo que 17 deles ainda não tinham atualizado seus indicadores no meio da tarde.

A taxa de uso de respiradores é de 75%, e a ocupação de leitos clínicos é 45%.

Entenda a situação da falta de leitos de UTI no RS

Ocupação por regiões

Das 21 regiões Covid que compõem o estado, quatro estão com a capacidade de UTI esgotada: Passo Fundo, Lajeado, Uruguaiana e Cachoeira do Sul.

Os hospitais públicos estão superlotados em dois das 21 localidades, enquanto os privados operam acima de 100% em 12 regiões (veja tabela abaixo).

Ocupação de UTIs nas Regiões Covid

Porto Alegre

O painel de monitoramento da SES controla ainda 21 hospitais de Porto Alegre. De acordo com o órgão, a cidade tem 1.070 pacientes internados em 1.106 leitos críticos, o equivalente a 97%. Até segunda (5), o índice ultrapassava os 100%.

Na rede pública, a taxa de ocupação é de 94%. Já na rede privada, o índice é de 101%.

No controle feito pela Secretaria Municipal da Saúde (SMS), em 18 hospitais e em quatro unidades de pronto atendimento (UPAs), a fila de espera por um leito de UTI é de 119 pessoas, 26 a menos do que o dia anterior.

VÍDEOS: Tudo sobre o RS

Comunicar erro
TV

Comentários

AMERICANAS