Gruta Azul

Melo defende a integração entre modais no sistema de transporte de Porto Alegre

Prefeito respondeu questionamentos de internautas sobre problemas da Capital, durante a live "Vozes da Cidade"

Por Editor em 21/07/2021 às 00:44:33
Prefeito participou de live nesta terça-feira | Foto: Giulian Serafim / PMPA / Divulgação / CP

Prefeito participou de live nesta terça-feira | Foto: Giulian Serafim / PMPA / Divulgação / CP

"O Brasil nunca teve um planejamento para ter modais de transporte. Uma cidade boa para se viver tem que estar conectada em tudo e também na mobilidade urbana. Essa não é realidade de Porto Alegre", afirmou o prefeito Sebastião Melo, durante a live semanal "Vozes da Cidade" - de diálogo com a população sobre os problemas da cidade -, transmitida pela página do Facebook da Prefeitura de Poa, na noite desta terça-feira, 20, do Paço Municipal.

De acordo com Melo, a prefeitura pretende tornar o sistema de transporte atual mais moderno e eficiente. Para isso, o prefeito sonha com a conectividade entre modais. "As crises são momentos muito oportunos para encontrarmos soluções. Aos municípios compete o gerenciamento do transporte urbano. Seria muito bom se tivéssemos em Porto Alegre a integração dos ônibus com as lotações, por exemplo", destacou Melo, lembrando que na sua gestão também quer acabar com as isenções das passagens e privatizar a Carris.
"Os transportes urbanos se espelham nos privilégios que acontecem no Brasil. Aqui em Porto Alegre, a cada três passageiros, um não paga passagem. Ao meu ver, não basta ter 65 anos para ter gratuidade. Também existem casos de pessoas com salários entre oito e 15 mil que podem andar de ônibus de graça. Temos que rever essas isenções", ressaltou o prefeito.

PATROCINADO

Ao falar sobre a Carris, Sebastião Melo afirmou que a empresa é uma das responsáveis pela passagem dos ônibus de Porto Alegre ser a mais cara do país. "É uma empresa pública que tem o quilometro rodado mais caro do que a empresa privada, e transporta apenas 22% dos passageiros da cidade", afirmou o prefeito, que lembrou que o "projeto de privatização da Carris está na Câmara de Vereadores".

Melo afirmou, ainda, que defende a retirada de impostos para que a passagem seja mais barata na Capital. "Solicitei ao governador Eduardo Leite e ao presidente Jair Bolsonaro que retirem os impostos. Estamos trabalhando a repactuação, mas isso não se resolve da noite para o dia", enfatizou o prefeito, lembrando que o custo da passagem é o número de passageiros transportados e o custo da operação. "Se não temos passageiros, temos que colocar dinheiro público. O ano passado a prefeitura colocou mais de 100 milhões no transporte coletivo da Capital. Nesse ano, os empresários pediram a passagem no valor de R$ 5, 20 e nós conseguimos colocar a R$ 4, 80", destacou.

Durante a live Melo respondeu também questões dos internautas sobre a iluminação pública, a revitalização do Largo da Epatur e o trabalho desenvolvido pela Procempa em Porto Alegre. Ao falar sobre a iluminação, Sebastiao Melo revelou que o projeto de modernização da iluminação pública da Capital começa no final de julho. "Vamos substituir as lâmpadas da cidade pela tecnologia LED, que é mais moderna e econômica. Começaremos pelas periferias", afirmou.

Sobre a Procempa, o prefeito lamentou que a Companhia de Processamento de Dados de Porto Alegre esteja em greve. Melo revelou que a empresa está parada há 45 dias e está prejudicando alguns dos serviços para a cidade. "É um absurdo o que está acontecendo na Procempa. Eles estão pedindo 23 % durante a pandemia. As contas do DMAE, por exemplo, não estão chegando às residências devido à paralisação. É claro, é uma questão salarial, mas sabemos que por trás disso também é porque apresentamos um projeto na Câmara para quebrar o monopólio da Procempa", afirmou o prefeito.

"A revitalização do Largo da Epatur, também chamado de Largo do Zumbi, nunca saiu do papel. O local tem sido um estacionamento e servido para feiras. Temos conversado com a Secretaria da Cultura para vermos o que é possível fazer. Passa mais um governo e esse assunto ainda não se formalizou. Acho que temos que ter uma destinação para o espaço", afirmou Melo ao falar sobre o uso e a restauração do local.

Fonte: Correio do Povo

Comunicar erro
Gruta Azul

Comentários

ugeirm