Últimas Notícias governo do rs

Um dos últimos pavilhões do velho Presídio Central deve ser totalmente demolido até o dia 30

Obra de readequação do complexo prisional deve ser concluída até setembro.

Por Gervásio do POA 24h

26/05/2023 às 11:03:13 - Atualizado h√°

O projeto de reforma do Pres√≠dio Central prev√™ a construção de seis "módulos de viv√™ncia" com 1.320 vagas no espaço dos antigos prédios. Situado na mesma √°rea, o Pavilhão B ainda não foi demolido e segue como o √ļnico prédio antigo com apenados.

— É o fim de um prédio histórico. A partir de agora, poderemos oferecer melhores condições de trabalho para os servidores, mais dignidade às pessoas privadas de liberdade e mais segurança à sociedade — explicou o secret√°rio de Sistemas Penal e Socioeducativo, Luiz Henrique Viana.

Ao todo, a reforma do Pres√≠dio Central contar√° com cerca de 14 mil metros quadrados de √°rea constru√≠da. Além das celas, o setor interno contar√° com locais de atividades do cotidiano dos apenados, como √°reas de visita, atendimento jur√≠dico e p√°tio coberto.

— Estamos recebendo um prédio com tecnologia de construção nova, com estrutura reforçada, conforto térmico e condições dignas para o cumprimento das penas — destaca Luiz Henrique Viana.

A parte externa do pres√≠dio deve contar com torres de controle e serviços. A nova estrutura contar√° com reservatórios, casa de bombas, central de g√°s, gerador de √°gua quente e de energia e subestação.

Em nota, o Governo do Estado afirma que os materiais utilizados nas celas e na mob√≠lia dos espaços reestruturados do pres√≠dio são resistentes ao fogo. Com concreto de alto desempenho e fibras de polipropileno, "a estrutura conta com maior durabilidade e resist√™ncia ao impacto".

Com in√≠cio em julho de 2022, a reforma do Pres√≠dio Central conta com um investimento total de R$ 116,7 milhões.

O projeto de reforma do Pres√≠dio Central prev√™ a construção de seis "módulos de viv√™ncia" com 1.320 vagas no espaço dos antigos prédios. Situado na mesma √°rea, o Pavilhão B ainda não foi demolido e segue como o √ļnico prédio antigo com apenados.

— É o fim de um prédio histórico. A partir de agora, poderemos oferecer melhores condições de trabalho para os servidores, mais dignidade às pessoas privadas de liberdade e mais segurança à sociedade — explicou o secret√°rio de Sistemas Penal e Socioeducativo, Luiz Henrique Viana.

Ao todo, a reforma do Pres√≠dio Central contar√° com cerca de 14 mil metros quadrados de √°rea constru√≠da. Além das celas, o setor interno contar√° com locais de atividades do cotidiano dos apenados, como √°reas de visita, atendimento jur√≠dico e p√°tio coberto.

— Estamos recebendo um prédio com tecnologia de construção nova, com estrutura reforçada, conforto térmico e condições dignas para o cumprimento das penas — destaca Luiz Henrique Viana.

A parte externa do pres√≠dio deve contar com torres de controle e serviços. A nova estrutura contar√° com reservatórios, casa de bombas, central de g√°s, gerador de √°gua quente e de energia e subestação.

Em nota, o Governo do Estado afirma que os materiais utilizados nas celas e na mob√≠lia dos espaços reestruturados do pres√≠dio são resistentes ao fogo. Com concreto de alto desempenho e fibras de polipropileno, "a estrutura conta com maior durabilidade e resist√™ncia ao impacto".

Com in√≠cio em julho de 2022, a reforma do Pres√≠dio Central conta com um investimento total de R$ 116,7 milhões, e deve ser conclu√≠da em setembro deste ano, segundo o Governo do Estado. A obra deve garantir 1.884 vagas no local.

Comunicar erro
Poa 24 Horas

© 2023 Poa 24 Horas

•   Política de Cookies •   Política de Privacidade    •   Contato   •

Poa 24 Horas