Últimas Notícias Noticias

Polícia Civil investiga morte de trabalhador após cair de tanque de vinho com cerca de 11 metros de altura em Garibaldi

Regis Valander Rodrigues Peralta, de 46 anos, era cantineiro e estava na empresa há 18 anos.

Por Editor

19/05/2023 às 12:17:12 - Atualizado h√°
Regis Valander Rodrigues Peralta, de 46 anos, era cantineiro e estava na empresa há 18 anos. Em nota, vinícola lamentou a morte e afirmou que está colaborando com as autoridades responsáveis. A Polícia Civil investiga a morte de um trabalhador da Cooperativa Vinícola Garibaldi enquanto limpava um tanque de vinho, nesta quinta-feira (18). Regis Valander Rodrigues Peralta, de 46 anos, caiu de uma altura de 11 metros, disse a polícia. Ele trabalhava há 18 anos na empresa como cantineiro.

Peritos do Instituto Geral de Perícias (IGP) estiveram na empresa na manhã desta sexta (19) para coletar informações que possam explicar os motivos do acidente.

Segundo o delegado Clóvis Rodrigues de Souza, que acompanhou a perícia do IGP, o trabalhador caminhava por uma escada, de cerca de 10 metros, que leva até uma plataforma e que tem proteção nas laterais e cordas. Após atingir essa altura, os funcionários da empresa precisam usar uma vassoura com um extensor para fazer a limpeza do tanque.

Como não há testemunhas, a polícia analisa todas as possibilidades que possam ter levado à queda. A polícia informou que havia equipamento de proteção individual (EPI) disponível para o funcionário, mas ele não usava no momento do acidente.

"Pelo que vimos no local imaginamos alguns cenários. O que que existe para que se trabalhe com segurança? Tem tudo lá. Tem os equipamentos de segurança individual, tem os materiais adequados para subir na altura desejada. Chegando na altura desejada, tu tem o extensor pra realizar a atividade e provavelmente ele não tenha usado", disse o delegado.

O funcionário chegou a ser encaminhado consciente ao Hospital São Pedro, de Garibaldi, mas morreu durante a tarde de quinta.

A Cooperativa Vinícola Garibaldi lamentou a morte do funcionário e disse, em nota, que faz campanhas e treinamentos periódicos pra prevenir acidentes e doenças no ambiente de trabalho. As atividades da vinícola foram suspensas nesta quinta e sexta em luto ao profissional.

Nota da Cooperativa Vinícola Garibaldi

A Cooperativa Vinícola Garibaldi lamenta profundamente o falecimento de Regis Valander Rodrigues Peralta, transmitindo, também em nome de seus associados, sinceras condolências, solidariedade e conforto à família nesse momento de dor e sofrimento, bem como a toda equipe de colaboradores pela perda irreparável. Toda assistência e suporte estão sendo garantidos à família. Peralta tinha 46 anos, era colaborador há 18 anos e exercia a função de cantineiro.

Atualmente, a vinícola mantém aproximadamente 230 colaboradores internos, que periodicamente participam de treinamentos e campanhas de orientação para prevenir acidentes e doenças no ambiente de trabalho, além de reforçar o cumprimento das normas regulamentadoras. Rotinas como essa mostram a preocupação com a segurança e o bem-estar dos colaboradores, prioritária para a Vinícola.

Em respeito a esse momento de luto, as atividades produtivas foram suspensas nos dias 18 e 19. A Vinícola permanece à disposição dos familiares e de seus colaboradores para garantir que todo apoio necessário seja oferecido diante dessa notícia que tanto entristece a equipe. As investigações vão apontar as causas do acidente, e a empresa está colaborando com as autoridades responsáveis.

VÍDEOS: Tudo sobre o RS
Fonte: G1
Comunicar erro
Poa 24 Horas

© 2023 Poa 24 Horas

•   Política de Cookies •   Política de Privacidade    •   Contato   •

Poa 24 Horas