TV NEWS

Família de Lupicínio Rodrigues pede inclusão do cantor em indicação ao Oscar de 1945

Por Editor em 06/03/2023 às 04:50:12
'Se Acaso Você Chegasse' fez parte da trilha sonora de 'Dançarina Loura', que concorreu ao Oscar de 1945. Lupicínio não foi creditado. Família ressalta que não busca qualquer indenização ou ressarcimento, apenas o reconhecimento e enviou carta à Academia fazendo pedido. Lupicínio Rodrigues

Reprodução / TV Globo

Com quase 80 anos de atraso, a família do cantor Lupicínio Rodrigues (1914-1974) tenta reparar o que considera uma injustiça contra o cantor. Em carta enviada à Academia de Artes e Ciências Cinematográficas, o filho de Lupicínio pede que seu nome seja incluído entre os indicados ao Oscar de 1945, na categoria de melhor trilha sonora.

Isso porque "Se Acaso Você Chegasse", um dos maiores sucessos do cantor e compositor nascido em Porto Alegre, fez parte da trilha sonora do filme norte-americano "Dançarina Loura" (em inglês, "Lady Let"s Dance"), do diretor Frank Woodruff, lançado em 1944. Na premiação do ano seguinte, o longa-metragem concorreu à estatueta de melhor trilha sonora. Lupicínio não foi citado, nem nos créditos do filme, nem durante a premiação.

"É motivo de incompreensão para nós que a contribuição do compositor Lupicínio Rodrigues segue, em pleno ano de 2023, passados mais de setenta e sete anos, sem o devido reconhecimento desta prestigiosa organização de Hollywood referente à autoria e participação na trilha sonora indicada ao Oscar, mesmo sendo um direito inalienável e irrenunciável", diz a carta assinada por Lupicínio Rodrigues Filho e enviada à Academia. Leia o texto completo abaixo.

O caso foi descoberto durante a produção de "Lupicínio Rodrigues, Confissões de um Sofredor" documentário dirigido por Alfredo Manevy e lançado em 2022. De acordo com a pesquisa, Lupi, como era conhecido, chegou a assistir ao filme e ficou lisonjeado com o uso de sua composição.

"Lupicínio é um exemplo da força e da vitalidade da música brasileira, daquilo que diz muito sobre a nossa alma. E a música brasileira é muito querida mundo afora, então nada mais justo que Lupicínio tenha seu nome creditado devidamente e possa nos orgulhar como o primeiro brasileiro indicado ao Oscar, em 1945", diz Manevy.

"Se Acaso Você Chegasse" foi gravada pela primeira vez em 1938, em parceria com o carioca Cyro Monteiro. Já na década de 1950, a música iria estourar na voz de Elza Soares, que deu ao seu disco de estreia o título da composição. Entre as décadas de 1930 e 1940, Lupicínio trabalhou como bedel em uma universidade do RS para pagar as contas.

"Na singeleza e na modéstia que o pai sempre teve, tudo nos leva a crer que ele nunca tomou conhecimento deste caso. O pai universalizou sua obra mesmo na sua candura, mesmo sem ir atrás disso. A obra dele se criou por conta própria. Naquele período, um cidadão gaúcho de meia idade conquistando um patamar que não era a sua forma de vida, entrando em um ambiente totalmente fora do contexto dele, para disputar um título desta natureza, é notável", diz Lupicínio Rodrigues Filho.

"Dançarina Loura" é um musical protagonizado pela patinadora britânica Belita. Além de trilha sonora, o filme competiu pela estatueta de melhor música, com a canção "Silver Shadows and Golden Dreams".

A família ressalta que não busca qualquer indenização ou ressarcimento, apenas o reconhecimento.

"Se eles vão dar ou não o crédito devido, pouca importância tem. Porque a indicação já houve e foi um critério deles, não nosso. Estamos buscando apenas o reconhecimento. A medalha já existe, digamos assim. Só não foi entregue a quem é de direito", completa Lupicínio Filho.

Carta enviada à Academia

"À Academia de Artes e Ciências Cinematográficas (Academy of Motion Picture Arts and Sciences),

Esta carta é endereçada à prestigiosa Academia de Artes e Ciências Cinematográficas que, há noventa e cinco anos, atribui o Oscar aos melhores do cinema, e que tem feito um grande esforço de valorização dos afro-descendentes.

Nós encaminhamos à Academia este pedido de reconhecimento da indicação ao Oscar de um compositor-afro-brasileiro, Lupicínio Rodrigues, que conforme reconhecem especialistas e está bem documentado no filme Lupicínio Rodrigues, Confissões de um Sofredor (2022), dirigido por Alfredo Manevy para o Canal Curta!, é o autor da música Se Acaso você Chegasse, integrante da trilha sonora no filme norte-americano Lady Let 's Dance, dirigido por Frank Woodroof, estrelado por Belita e lançado em 1944 no Estados Unidos.

Em que pese a música de Lupicínio constar na trilha sonora, o nome do compositor foi subtraído tanto dos créditos do filme, como da indicação ao prêmio de melhor trilha de filme musical (Music - Score of a musical picture), no ano de 1945.

Esta carta é uma iniciativa da família Rodrigues, encabeçada por Lupicínio Rodrigues Filho, filho, herdeiro e curador da obra do compositor Lupicínio Rodrigues e por outros parentes e descendentes do artista. Poderá também ser assinada por admiradores do artistas no Brasil e no mundo.

Nascido em Porto Alegre em 16 de setembro de 1914 e falecido em 27 de agosto de 1974 . Lupicínio Rodrigues foi um dos maiores compositores musicais de todos os tempos com centenas de composições gravadas no Brasil e no mundo.

No documentário longa-metragem no Brasil, Lupicínio Rodrigues, Confissões de um Sofredor, recém lançado no Brasil, foi revelado que o compositor Lupicínio Rodrigues, autor da obra Se Acaso você Chegasse, produzida e gravada aqui no Brasil, teve a música indicada ao Oscar, mas não teve o reconhecimento da Academia, seja como autor da obra, seja da titularidade como compositor na trilha sonora da obra cinematográfica.

É motivo de incompreensão para nós que a contribuição do compositor Lupicínio Rodrigues segue, em pleno ano de 2023, passados mais de setenta e sete anos, sem o devido reconhecimento desta prestigiosa organização de Hollywood referente à autoria e participação na trilha sonora indicada ao Oscar, mesmo sendo um direito inalienável e irrenunciável.

A indicação de trilha sonora ao Oscar é motivo de orgulho para nós brasileiros, por toda a importância que a obra de Lupicínio Rodrigues tem para a música brasileira e pela sua importância internacional, dado que Lupicínio tinha apenas 32 anos quando foi avisado por amigos que uma música sua estava em cartaz num filme de Hollywood num cinema da cidade de Porto Alegre. Lupicínio trabalhava como Bedel numa universidade justamente porque não recebia renda suficiente de suas composições.

O próprio Lupicínio soube por acaso na época que sua música era parte do filme, e mais tarde inúmeros historiadores já confirmaram a música no filme. Infelizmente, na época, a canção não foi creditada pelos produtores da obra, o que levou o Oscar ao equívoco. Sabemos que créditos e direito autoral eram, naquele tempo, objeto de falhas no devido reconhecimento, por diversos meios e motivos.

Destacamos também a luta da sociedade nos dias de hoje contra o racismo no Brasil e nos EUA. Não devemos permitir a invisibilidade de um artista em qualquer tempo, época ou fase. A contribuição de artistas negros, sobretudo e especialmente um artista negro do hemisfério sul como Lupicínio Rodrigues.

Pedimos, portanto, o reconhecimento, por parte da Academia, do compositor Lupicínio Rodrigues como parte da trilha musical indicada ao Oscar no filme Lady Let 's Dance. Isso fará jus a Lupicínio como artista brasileiro a ser indicado a mais alta premiação do cinema americano.

A internacionalização de sua obra é um direito que merece respeito, honra e civilidade. É sempre oportuno corrigir erros cometidos em épocas passadas, como legado para o futuro.

Orgulhamo-nos de nossa família ser afro-descendente de uma época muito dificil para a história humana que foi a escravidão. Somos orgulhosos de nossa contribuição cultural, artística para o Brasil e para o mundo.

Esclarecemos que não queremos qualquer retorno financeiro, mas apenas o reconhecimento moral e simbólico, inequívoco e perpétuo.

Diante dos fatos inequívocos e provas solidárias, o exposto acima conduz sem dúvida alguma ao mérito e ao justo reconhecimento do autor a qualquer tempo.

Temos a certeza de que a comunidade cinematográfica e a Academia compreenderão a justeza deste pedido e terão a sensibilidade para conceder este justo reconhecimento a este grande compositor, mestre de nossa música, Lupicínio Rodrigues e nosso querido ancestral.

Cordialmente,

Lupicínio Rodrigues Filho e família Rodrigues."

VÍDEOS: Tudo sobre o RS
Comunicar erro
TV NEWS

Comentários

Tia Carmen
Tia carmen