TV NEWS

Cesta básica fica 0,18% mais barata em Porto Alegre e cai pelo terceiro mês seguido

Por Editor em 05/08/2022 às 13:51:23
Nos últimos 12 meses, porém, indicador subiu 14,6%. Tomate e batata foram os produtos que tiveram maior redução de preço em julho. Leite ficou quase 27% mais caro. Cesta básica de Porto Alegre cai pelo 3º mês seguido, mas tem alta em 12 meses

Reprodução/RBS TV

A cesta básica recuou 0,18% no mês de julho em Porto Alegre, conforme boletim do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese) divulgado nesta sexta-feira (5). O valor necessário para comprar 13 itens é de R$ 752,84.

Este é o terceiro mês consecutivo de queda no índice. Na variação dos últimos 12 meses, contudo, a cesta básica subiu 14,6%. O preço mais alto foi observado em abril, quando os produtos ultrapassaram R$ 780 na Capital. Veja o gráfico abaixo.

Saque de R$ 1 mil do FGTS: Caixa vai devolver saldos não movimentados

Porto Alegre tem a terceira cesta básica mais cara do país, atrás de São Paulo (R$ 760,45) e Florianópolis (R$ 753,73). Entre as 17 capitais pesquisadas, Aracaju tem os produtos mais baratos (R$ 542,50).

Itens

Segundo o Dieese, a queda foi puxada pelo recuo dos preços dos produtos in natura. O tomate, que chegou a ser o "vilão" da inflação, ficou 24,09% mais barato em Porto Alegre. O preço da batata caiu 13,17%. Ao todo, seis dos 13 itens tiveram redução no valor.

Outros sete componentes da cesta básica subiram de preço. O leite é o produto que mais sofreu alta. O produto ficou 26,78% mais caro durante julho.

Leite fica 22% mais caro em julho e puxa índice de inflação

Globo Rural: Produtores de leite do RS estão com dificuldades de equilibrar contas

Peso na renda

O Dieese aponta que a jornada de trabalho mensal necessária para comprar a cesta básica é de 136 horas e 39 minutos. O consumidor gasta 67,15%, ou seja, mais de dois terços do salário mínimo líquido para compra dos produtos.

O salário mínimo necessário deveria ser de R$ 6.388,55, valor 5,27 vezes maior que os R$ 1.212 pagos atualmente, afirma o Dieese.

VÍDEOS: Tudo sobre o RS
Comunicar erro
TV NEWS

Comentários

Tia Carmen
Tia carmen