Instituto Floresta

Foragido que participou de resgate de detento de UPA em Caxias do Sul é morto em confronto com a BM, diz polícia

Por Editor em 09/06/2021 às 19:56:16
Homem foi abordado por agentes e houve troca de tiros. Cinco pessoas foram presas durante a manhã. Detento resgatado foi encontrado morto nesta quarta. Ação na UPA deixou um agente penitenciário morto. UPA 24h de Caxias do Sul, onde houve resgate de detento na segunda (7)

Róger Ruffato/RBS TV

Um homem foragido pela participação no resgate de um detento na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Caxias do Sul foi morto durante confronto com a Brigada Militar (BM) da cidade nesta quarta-feira (9), segundo a Polícia Civil.

De acordo com o delegado Cléber Lima, Alex Aniceto dos Reis foi abordado em via pública no bairro Reolo. O homem chegou a disparar duas vezes contra os agentes da BM. O suspeito acabou baleado três vezes e morreu. A perícia analisa o local do confronto.

A ação de resgate ocorreu na madrugada de segunda-feira (7). O agente penitenciário Clóvis Antônio Roman, de 54 anos, morreu quando os indivíduos ingressaram na UPA para levar o indivíduo, que estava sendo atendido no local (veja vídeo abaixo).

Imagens mostram tiroteio em UPA de Caxias do Sul; agente penitenciário morreu

Na manhã desta quarta, cinco pessoas foram presas por suspeita de participação no ato. O detento resgatado, Guilherme Fernando Mendonça Huff, foi encontrado morto durante a ação, em um apartamento em Porto Alegre.

De acordo com o delegado Cléber Lima, o indivíduo se matou quando viu os agentes ingressando no imóvel.

"Ele não queria voltar para o sistema prisional depois do que ele fez, de matar um agente penitenciário. Quando a polícia entrou, ele correu para um quarto e acabou se suicidando. A gente está fazendo a perícia para confirmar esses dados", disse Lima.

Um levantamento inicial, feito pelo Instituto Geral de Perícias (IGP) no local de crime, aponta para a compatibilidade de um suicídio por arma de fogo.

No local, foi encontrada a arma usada para matar o agente penitenciário. Ainda segundo o delegado, Huff é suspeito de ter subtraído a pistola e matado o agente na fuga da UPA.

Resgate de detento

Por volta das 3h de segunda, o detento Guilherme Fernando Mendonça Huff foi levado até a unidade por quatro agentes, após relatar uma crise de cálculo renal. Ele estava preso na Penitenciária Estadual de Caxias do Sul, no bairro Apanhador.

Enquanto era atendido, três homens armados e vestidos com roupas iguais às da Polícia Civil invadiram o local. Eles renderam os agentes, dispararam diversas vezes e resgataram o preso. Depois, o grupo fugiu em um carro conduzido por um quarto envolvido.

Além de Clóvis Roman, que morreu na ação, outro agente e duas enfermeiras ficaram feridas.

VÍDEOS: Tudo sobre o RS
Comunicar erro
TV

Comentários

AMERICANAS