casa da linguiça
sheik
OSCAR 2020

'1917' é favorito ao Oscar e premiação volta a ser alvo de críticas por falta de diversidade nas escolhas

Sul-coreano 'Parasita' pode ser a surpresa do domingo

09/02/2020 14h34Atualizado há 2 meses
Por: Redação
124

A cerimônia do Oscar acontece neste domingo (9), e o filme "1917" é apontado como o favorito da premiação, que mais uma vez é criticada pela falta de diversidade entre os indicados nas principais categorias. As grandes estrelas de Hollywood desfilarão pelo tapete vermelho do Dolby Theatre em Los Angeles para a noite mais aguardada do cinema, que também marca o fim da temporada de prêmios. Nenhuma mulher foi indicada à estatueta de melhor direção, e Cynthia Erivo ("Harriet") é a única não branca indicada nas categorias de interpretação, o que gerou duras críticas por um problema que alguns acreditavam próximo de uma solução.

No ano passado, por exemplo, os prêmios nas categorias atriz e ator coadjuvante foram vencidos pelos afro-americanos Regina King e Mahershala Ali - este último é muçulmano. O melhor ator foi Rami Malek, filho de imigrantes egípcios. "Não chamaria de #OscarSoWhite ( Oscar Tão Branco), e sim de #OscarsAsUsual
(Oscar como sempre)", declarou à AFP Pete Hammond, colunista do site Deadline, em referência às hashtags usadas nas redes sociais para criticar a falta de diversidade.

"Um filme britânico aparece no fim e conquista uma espécie de vitória tradicional, quatro atores brancos de novo... Parece que o Oscar poderia ter acontecido há 30 anos", completa. "1917", do britânico Sam Mendes, ambientado na Primeira Guerra Mundial e filmado de maneira a aparentar ter sido feito em apenas uma tomada, é o favorito para o principal prêmio da cerimônia, de acordo com previsões da indústria. "Está no padrão da Hollywood tradicional. É do que o Oscar gosta", declarou à AFP o editor de prêmios da revista Variety, Tim Gray. "É grande, é épico, mas não é um filme de fórmula. É realmente um nocaute... é apenas cinema em seu melhor", avaliou.

Apesar do favoritismo de "1917", um novo e complexo sistema de votação introduzido no ano passado pode abrir caminho para alguma surpresa, como o aclamado filme sul-coreano "Parasita", de Bong Joon-ho, que acompanha uma família pobre que se infiltra na residência de uma família rica, em um olhar quase universal sobre o abismo de classe cada vez maior.

Com seis indicações, o longa-metragem, vencedor da Palma de Ouro em Cannes, é o favorito na categoria filme internacional e também disputa o maior prêmio da noite, de melhor filme. Até hoje, nenhuma produção em língua não inglesa levou essa estatueta.

Vitórias praticamente certas

"Coringa" recebeu 11 indicações, incluindo melhor ator para Joaquin Phoenix, uma vitória praticamente assegurada, enquanto "O Irlandês", de Martin Scorsese, e "Era uma vez... em Hollywood", de Quentin Tarantino, concorrem em dez categorias, assim como "1917". Além de Phoenix, e seguindo a tendência da temporada de prêmios, Renée Zellweger é a favorita para o Oscar de melhor atriz por seu papel como Judy Garland, em "Judy".

Brad Pitt e Laura Dern, que também dominaram a temporada de premiações, devem vencer nas categorias de ator e atriz coadjuvante. O primeiro interpreta um dublê na ode de Tarantino a Hollywood, enquanto Dern dá vida a uma advogada impiedosa em "História de um Casamento". "Não vejo nenhum cenário em que algum deles perca", disse Hammond.

"As pessoas afirmam que 'sempre acontece uma surpresa no Oscar', mas eu acredito que estes quatro vencerão", concorda Gray. As categorias de roteiro, montagem e efeitos visuais não são consideradas definidas, o que abre a possibilidade de vitória para filmes como a sátira nazista "Jojo Rabbit", ou o drama "Adoráveis Mulheres". Elton John, favorito ao Oscar de canção original com "(I'm Gonna) Love Me Again", de "Rocketman", vai-se apresentar no palco do Dolby, assim como a jovem Billie Eilish, a grande vencedora do Grammy 2020 e compositora da próxima canção da franquia 007.

Assim como no ano passado, o Oscar não terá um apresentador oficial. Várias estrelas de Hollywood apresentarão os prêmios, um lista com muito mais diversidade do que a de indicados, que inclui nomes como Oscar Isaac, Sandra Oh, Chris Rock, Mahershala Ali, Salma Hayek, Regina King, Spike Lee e Lin Manuel Miranda. 

#poa24hs

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.